HPV – 55% dos jovens de Vitória estão infectados com a doença

blog

HPV – 55% dos jovens de Vitória estão infectados com a doença

HPV – Estudo do Ministério da Saúde é sobre população de 16 a 25 anos

Mais da metade da população jovem brasileira, com idades entre 16 e 25 anos, está infectada com o HPV, o vírus causador do câncer de colo de útero e de outros tipos de tumores. É o que aponta um estudo preliminar feito pelo Ministério da Saúde, que mostrou ainda a taxa de prevalência da doença nas capitais. Em Vitória, 55% das pessoas têm HPV.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores entrevistaram 7.586 pessoas no país, das quais 2.669 foram submetidas ao teste de HPV. A partir dos exames, a prevalência estimada do vírus foi de 54,6 % da população.

A infecção por HPV é associada a vários tipos de câncer, principalmente ao de colo de útero – terceiro tipo de câncer que mais mata no Brasil -, mas também de pênis, de vulva, de canal anal e de orofaringe.

TRANSMISSÃO DO HPV

As relações sexuais são a principal forma de transmissão do vírus, mas ele também pode ser disseminado pelo sangue, por roupas ou objetos contaminados (como toalhas, roupas íntimas ou sabonetes), pelo beijo e durante o parto.

A melhor forma de prevenção é a vacinação, que é gratuita, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 15 anos. São duas doses, que devem ser aplicadas em um intervalo de seis meses.

O problema é que a adesão à vacina caiu no país. Segundo Danielle Grillo, coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, enquanto a cobertura da primeira dose nas meninas ficou em 88,64%, a da segunda dose foi de 62,24%. “Isso é preocupante. Para garantir a proteção contra o HPV, é preciso tomar as duas doses. Vale para a vida toda. Vacinando esse público menor de 15 anos estamos garantindo que estejam protegidos contra o HPV quando iniciarem a vida sexual no final da adolescência ou início da vida adulta”, observa ela.

FIQUE POR DENTRO

Prevalência no Brasil

O levantamento aponta uma prevalência de 54,6% de casos de HPV entre a população brasileira de 16 a 25 anos. A capital com a maior taxa é Salvador, com 71,9% da população infectada. Em seguida, aparecem Palmas (61,8%), Cuiabá (61,5%) e Macapá (61,3%)

Na Capital

Em Vitória, a taxa é de 55% da população nessa faixa etária

O que é

E uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pelo Papilomavírus humano (HPV). Atualmente, existem mais de 100 tipos de HPV, alguns deles podendo causar câncer, principalmente no colo do útero e do ânus.

Sintomas

A infecção pelo HPV normalmente causa verrugas de tamanhos variáveis. No homem, é mais comum na cabeça do pênis (glande) e na região do ânus. Na mulher, os sintomas mais comuns surgem na vagina, vulva, região do ânus e colo do útero. As lesões também podem aparecer na boca e na garganta. Tanto o homem quanto a mulher podem estar infectados pelo vírus sem apresentar sintomas

Transmissão

As relações sexuais são a principal forma de transmissão do vírus, mas ele também pode ser disseminado pelo sangue, por roupas ou objetos contaminados (como toalhas, roupas íntimas ou sabonetes), pelo beijo e durante o parto.

Prevenção

Existe a vacina de HPV gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e o público-alvo são as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 15 anos. Ela também está disponível para pessoas com idades entre 9 e 26 anos que sejam pacientes com HIV positivo, com câncer ou transplantados

Informações: A Gazeta / https://www.gazetaonline.com.br/bem_estar_e_saude/2017/11/55-dos-jovens-de-vitoria-estao-infectados-com-hpv-1014109107.html

Na rede particular é possível encontrar a vacina quadrivalente, que previne os tipos 16, 18, 6 e 11, podendo ser imunizadas meninas e mulheres de 9 a 45 anos e meninos e homens de 9 a 26 anos, com esquema de vacinação de três doses (0 – 2 – 6 meses de intervalo).  A diferença da rede particular é a quantidade de doses e a idade autorizada para imunização.

 

Saiba mais sobre a pesquisa: http://laboratoriocremasco.com.br/hpv-2/

Deixe um comentário